Espumantes

Espumante é um vinho que passa por duas fermentações: na primeira, comum a todos vinhos, o açúcar do mosto das uvas é transformado em álcool; na segunda, fermentos colocados no líquido produzem o gás, as bolinhas. Essa segunda fermentação pode acontecer na própria garrafa, o chamado método champenoise, usado no melhor e mais conhecido espumante do mundo, o Champagne. Ou em grandes cubas fechadas de aço inox como se fossem autoclaves, o sistema charmat, mais rápido.
Espumante

Um vinho branco (ou rosé) e efervescente, com gás carbônico. Todo champagne é um espumante, mas nem todo espumante é um champagne, necessariamente.

Frisante

Ele é um vinho menos gaseificado e com menos espuma do que um espumante.

Champagne

É também um vinho branco ou rosé espumante, só que produzido na região de Champagne, no nordeste da França. Eles são produzidos obrigatoriamente à base apenas das uvas chardonnay, pinot noir e pinot meunier. Só pode ser chamado de Champagne o fermentado de uva que for produzido na região.

Prosecco

A princípio, prosecco era um tipo de uva nativa da Itália. Há pouco tempo, transformou-se na nomenclatura de todo vinho efervescente produzido na região italiana de Vêneto. Diferentemente dos champagnes e dos cavas, os proseccos são elaborados pelo método charmat, onde a segunda fermentação ocorre em grandes tanques de aço inox e não na própria garrafa.

Alguns espumantes brasileiros conseguiram manter o direito de usar o nome Prosecco em seus rótulos por já produzirem às bebidas há muito tempo.

Exibindo 1–16 de 29 resultados